Vendas de passagem aéreas via internet crescem 60%

As vendas de passagens aéreas pela busca orgânica na internet cresceram cerca de 60% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período anterior, segundo levantamento da agência ViajaNet. O crescimento se deve ao incremento e a maior confiança do consumidor no comércio eletrônico de tickets, um mercado que movimenta aproximadamente R$ 13 bilhões ao ano e representa uma parcela significativa no segmento de turismo no Brasil.

 

O crescimento das vendas também se deve ao trabalho de SEO (Search Engine Optimization) desenvolvido pela Conversion para a ViajaNet. Trata-se da estruturação do site da agência virtual de turismo, a fim de melhorar o posicionamento nos mecanismos de busca na internet.São Paulo (15%), Rio de Janeiro (12%), Salvador (7%) e Recife (6%) foram os destinos mais procurados no período. De acordo com o levantamento da ViajaNet, o aumento nas vendas também é reflexo da maior busca por descontos em compras antecipadas de passagens aéreas, sobretudo para o mês de julho, período de férias escolares.Os consumidores brasileiros já economizaram, nos últimos seis meses, cerca de R$ 10 milhões nas compras de passagens aéreas, impulsionado pela capacidade de encontrar as tarifas promocionais nos sistemas de vendas online de tickets. Com essas promoções, o desconto pode chegar a até 80% para um mesmo trecho. Uma passagem para Buenos Aires, na Argentina, comprada hoje para julho, pode sair com quase 50% de desconto. Para Porto Alegre, o preço cai cerca de 46% e, para o Rio de Janeiro, o consumidor leva por mais da metade do valor (58%).Segundo Bob Rossato, sócio fundador do ViajaNet, o mercado de turismo vive uma profunda transformação no perfil de compra dos consumidores. “Hoje, observamos uma forte migração das vendas presenciais para o modelo online, já que as companhias virtuais oferecem maior facilidade e variedade na hora da compra”, ressalta Rossato. “As agências virtuais priorizam pacotes customizados, montados pelos próprios clientes, que incluem hospedagem, passagens e aluguel de carros”, completa.De acordo com levantamento recente realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), cerca de 60 milhões de brasileiros fizeram ao menos uma viagem doméstica e 90% dos turistas não recorreram a agências tradicionais para programar os roteiros. Outro dado interessante é da consultoria E-consulting, que aponta um volume de negócios da ordem de R$ 8,7 bilhões apenas no setor de comércio eletrônico de passagens aéreas e hospedagens.

Fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/105150/vendas-de-passagem-aereas-via-internet-crescem-60